Estudo do Ipea derruba mito sobre excesso de funcionalismo público

Notícias

Estudo do Ipea derruba mito sobre excesso de funcionalismo público

Dados divulgados na nova versão do Atlas do Estado Brasileiro, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), revelam que não há excessos de servidores públicos no Brasil. O estudo também aponta que eventuais cortes podem significar a redução de prestação de serviço para a população.

“Quando se fala em reduzir a máquina ou seu custo, deve estar claro que é da redução da prestação de serviços palpáveis pelo cidadão que se trata. Em outros termos, ‘menos máquina’ pode significar reduzir quadros de professores, profissionais da saúde, fiscais do trabalho, cadastradores do bolsa-família, fiscais ambientais e outros tantos profissionais que prestam serviços essenciais”, diz a conclusão do estudo.

Leia a análise publicada no site o Cafezinho.