Bibliotecário Revelação 2019 é servidor do Ipea

Notícias

Bibliotecário Revelação 2019 é servidor do Ipea

O técnico de Desenvolvimento e Administração Jhonathan Santos conquistou o primeiro lugar no prêmio Bibliotecário Revelação 2019, promovido pela Associação dos Bibliotecários e Profissionais da Ciência da Informação do DF (ABDF).

“O prêmio dá visibilidade aos projetos da biblioteca e destaca a importância de uma gestão da informação pública adequada, requisito para um Estado competente e eficaz”, disse o servidor, que é associado da Afipea.

Jhonathan foi o vencedor principalmente por conta do projeto Biblioteca do Século XXI (Bibliothinking 2050), que discute o futuro das bibliotecas da administração pública federal. O projeto também tem o mérito de promover a gestão estratégica dessas bibliotecas com base em cenários prospectivos e de maneira coletiva, unindo bibliotecários e gestores de Brasília para refletir, repensar e projetar as bibliotecas do setor público federal nos próximos 30 anos.

Além do projeto Biblioteca do Século XXI, ele também coordena o Repositório do Conhecimento, uma plataforma de acesso aberto que dissemina a produção técnica e preserva a memória institucional do Ipea, e o projeto Observatório Ipea de Gestão do Conhecimento na Administração Pública, um portal criado para dar suporte informacional a profissionais que trabalham com gestão do conhecimento no setor público.

Servidor do Ipea desde 2009, Jhonathan é mestre em Economia e Gestão do Setor Público (2016), especialista em Gestão de Tecnologia da Informação (2010) e bacharel em Biblioteconomia (2008), pela Universidade de Brasília.

Concorreram ao prêmio por votação popular oito bibliotecários que foram indicados pelos pares como sendo os que mais se destacaram durante o ano, tendo em vista a colaboração e relevância de seus trabalhos para a profissão. Além de Jhonathan, do Ipea, os demais candidatos eram bibliotecários de instituições como Câmara dos Deputados, Superior Tribunal de Justiça, Tribunal Regional do Trabalho, Ministério Público Federal, Biblioteca Nacional de Brasília e Biblioteca Salomão Malina.