Comunicado sobre a Assefaz - Afipea

Comunicados

Comunicado sobre a Assefaz

Prezados associados,

Conforme Carta Circular do dia 28 de maio, a Fundação Assefaz comunicou o reajuste dos planos de saúde. O índice será de 9,98% para os planos com acomodação em apartamento (exceto o Plano Cristal) e de 25% para os aqueles com acomodação em enfermaria. Os novos valores serão válidos a partir do dia 1º de julho de 2019.

De acordo com a Assefaz, os índices de reajuste foram construídos por cálculos atuariais com base no índice oficial da inflação médica – FIPE, que ficou em 6,57% nos últimos doze meses, e leva em consideração: a) os custos com a saúde, impactados pela utilização dos planos pelos beneficiários; b) o risco e a expectativa futura, ou seja, as probabilidades contidas no perfil etário e epidemiológico da carteira; c) a inovação tecnológica; d) os procedimentos de alta complexidade; e) as despesas administrativas; f) as inflações médica e mercadológica; g) a regulação da saúde suplementar pela ANS; e h) as judicializações.

Clique aqui para ler o comunicado da Fundação Assefaz sobre o reajuste dos planos de enfermaria

Clique aqui para ler o comunicado da Fundação Assefaz sobre o reajuste dos planos de apartamento

Para mais esclarecimentos sobre o reajuste, entre em contato com a Fundação Assefaz pelo número 0800-703-4545.

Por fim, vale salientar que o convênio entre a Afipea e a Fundação Assefaz continua válido e não tem data para encerramento.

A própria Fundação trabalha junto Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para postergar o prazo de validade dos planos de saúde até 31 de dezembro de 2019. Enquanto esta negociação está em andamento, o prazo de 60 dias para rescisão dos convênios não será contabilizado. Também foi assegurado que todos os pacientes com tratamento continuado
têm total direito a contar com assistência até a data da alta médica, independente da manutenção do convênio.

Em paralelo, a Afipea já oferece opções para migração de planos da Unimed, Bradesco e Amil via convênio da FIPECq Vida. O Ipea também já oferece a opção de migração para a Geap para servidores da ativa e aposentados.